em um bar onde o silêncio é tão importante quanto as palmas

Padrão

É engraçado, mas faz sentido. O pedido de silêncio vem do grupo Riviera Jazz Band que toca todas às sextas-feiras a partir das 21h30 no recém-reinaugurado Riviera Bar .  Talvez por serem apenas 45 minutos de boa música, os músicos precisam reforçar o pedido para que as conversas do público não atrapalhem a atração e vale a pena. Mas comer não é proibido rs. Então vamos às comidas que eu comi por lá.

WP_20131108_035

Riviera Band

Riviera Jazz Band

Apesar do nome apenas constar bar, o Riviera é um delicioso restaurante. Depois de sete anos fechado (2006-2013), ele volta com vários itens preservados como o letreiro piscante que o identifica  bem ao lado do metrô Paulista em uma das esquinas mais famosas de São Paulo (Av. Paulista com Av. Consolação). Logo no primeiro ambiente, encontra-se um balcão estilo American Bar para quem prefere dar uma passada rápida para um drink. Já no mezzanino com vista para o cruzamento, há a opção das mesas convencionais e alguns banquinhos extras nas laterais para os momentos de lotação.  Diferente do que havia ouvido sobre o lugar, não é um boteco comum, é frequentado por pessoas bem-arrumadas que chegam a todo momento e lotam a casa.

Riviera Bar

Bar balcão no térreo

Para comer, tem opções de refeições, inclusive pratos executivos de segunda a sexta das 12h às 15h, entradas, petiscos e lanches com preços acessíveis. Alex Atala, um dos sócios, do point paulistano, fez uma releitura do cardápio original e preservou alguns tradicionais como o sanduíche Royal (pão, rosbife e queijo). No entanto, optei por experimentar uma bruschetta que parecia ser boa desde o momento que li seus ingredientes: Bruschetta da Nona (queijo de cabra, escarola, cebola roxa e passas). Não sei se era para ser o elemento surpresa, mas encontrei macadâmias que pareciam caramelizadas que deram o toque final para a explosão de sabores. Que delícia! Meus amigos e eu gostamos tanto que pedimos mais uma porção.

Bruschetta da Nona

Bruschetta da Nona – R$ 26

Para completar os petiscos, escolhemos o Filé Brutus, uma carne picadinha muito macia acompanhada de cebolas e pão italiano. Tudo muito saboroso e de lamber os beiços. A gula era tanta que ainda pedimos uma porção de batatas fritas que têm um corte especial diferente da comum servida em praticamente todos os bares.

Filé Brutus e Papas fritas

Filé Brutus – R$ 27 e Papas fritas – R$ 19

Para beber, há cervejas nacionais e importadas no tamanho long neck, além de chopp Heineken e vários drinks. Uma dica do que tomar é o Mojito e uma para evitar é a Michelada que vem até com pimenta e molho inglês. Parece que você está tomando uma comida aguada, uma experiência horrível, nem queira tentar.

O que mais gostei: Da Bruschett da Nona e do ambiente agradável

O que menos gostei: Do valor do couvert para assistir ao show de 45 minutos e da Michelada

Bar Riviera – Avenida Paulista, 2584, Consolação, São Paulo, Brasil //Contato: 11 3231 370, Facebook, Twitter , Instagram (não aceitam reservas, chegue cedo para conseguir mesa, lota após às 20h) //Funcionamento: Mezzanino 2a a 4a das 19h às 0h; 5a das 19h à 1h; 6a das 19h às 2h; sábado das 20h às 2h; Bar térreo Domingo a 4a das 12h às 0h; 5a das 12h à 1h; 6a e sábado das 12h às 2h. Couvert artístico R$ 35 (quarta a sábado)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s